Contato | WhatsApp

(19) 99605-4528

Contato | WhatsApp
Orçamento

Custo-Benefício da Energia Solar

Já pensou em ajudar o meio ambiente e economizar? Diante da crise energética e dos problemas ambientais, os incentivos ao uso de fontes alternativas limpas e renováveis têm aumentado. É por acreditarem no potencial sustentável e energético, que vários investidores têm procurado entender como funciona o custo da energia solar no Brasil.

Existem algumas formas de utilizar a luz do sol, mas as principais são a térmica e a fotovoltaica. A primeira se resume ao aquecimento da água para ser usada em chuveiros, piscinas e pias. Já no sistema fotovoltaico, os painéis captam os raios solares e os transformam em energia elétrica.

Neste post, apresentamos a relação custo-benefício da energia solar fotovoltaica. Confira!

Potencial brasileiro

O Brasil tem um alto nível de irradiação em seu território e essa é uma das razões de os investimentos em energia solar crescerem cada vez mais no país.

De acordo com os dados oficiais divulgados pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR), o país atingiu a marca histórica de 1,1 gigawatts (GW) de potência instalada em tecnologia solar fotovoltaica. Com isso, passou a fazer parte do Clube Gigawatt e está entre os 30 países que mais implantaram energia solar no ano de 2017.

Segundo a associação, só foi possível alcançar essa conquista graças aos investimentos e desenvolvimentos do sistema fotovoltaico, principalmente no ano de 2017.

Diante desse cenário favorável, o sistema fotovoltaico é capaz de fornecer o abastecimento da rede elétrica tanto em larga quanto em pequena escala.

Economia imediata

O preço de um sistema solar fotovoltaico varia de acordo com a complexidade do projeto e a marca dos equipamentos escolhidos. É um ótimo investimento e o dinheiro retorna para o consumidor seja qual for o local de instalação — residência, empresa, agronegócio ou indústria.

Segundo uma pesquisa realizada em julho de 2018, os valores médios para gerar esse tipo de energia, contemplando todos os equipamentos necessários, o projeto, a homologação e a instalação, são:

  • casa pequena, 2 pessoas = R$ 10.673 sistema de 1,32 kWp;
  • casa média, 3 a 4 pessoas = R$ 17.570 sistema de 2,64 kWp;
  • casa média, 4 pessoas = R$ 20.320 sistema de 3,3 kWp;
  • casa grande, 4 a 5 pessoas = R$ 25.695 sistema de 4,62 kWp;
  • casa grande, 5 pessoas = R$ 32.410 sistema de 6,6 kWp;
  • mansão, mais de 5 pessoas = R$ 52.240 sistema de até 10,56 kWp.

Imagine uma casa em que os moradores consomem, em média, 800 kWh por mês e cada kWh custa R$ 0,60. Calcule 800 x 0,60 = R$ 480 mais R$ 1,00 a cada 100 kWh (800/100 = 8). No total, a conta de luz vai custar 480 + 8 = R$ 488,00.

Com a instalação do sistema fotovoltaico, é possível economizar uma quantia considerável nas contas de luz já no primeiro mês. Por exemplo, em vez de pagar R$ 488,00, você economiza R$ 463,60. O único valor a ser pago é o mínimo de R$ 24,40 (dependendo do estado), destinado à concessionária de energia, que é a taxa de disponibilidade mínima.

Se, a cada mês, o desconto girar em torno de R$ 463,60, em um ano a economia será de R$ 5.563,20. Então supondo que a instalação de um sistema fotovoltaico (on-grid) residencial custe R$ 30.000, em 5 anos o capital investido retorna (payback).

Isso sem contar as vantagens de sair fora da inflação energética, que geralmente é 40% maior que a inflação normal, podendo tornar ainda maior o seu retorno do capital investido.

A grande vantagem é que a vida útil das placas solares é de mais de 40 anos. Portanto, com a energia solar, é possível receber seu dinheiro de volta em poucos anos e, ainda, economizar por 35 ou mais.

Custo mínimo de manutenção

Se calcular o custo da manutenção durante todos esses anos de geração de energia, o valor é desprezível. Por não haver partes móveis e motores, as chuvas se encarregam de fazer a limpeza necessária.

Na maior parte das vezes, apenas as placas solares necessitam de limpeza periódica. No entanto, é importante verificar se não há obstruções (sombreamento), porque isso pode diminuir a eficiência do sistema.

Essa realidade de baixo custo de manutenção se aplica somente aos equipamentos de qualidade, reconhecidos no mercado.

Benefícios da instalação do sistema de energia solar

Segundo especialistas do setor, mesmo em um cenário no qual o Brasil apresentasse crescimento anual de 2% a 3%, ainda assim estaríamos ameaçados por constantes apagões elétricos.

A carência energética atinge a população brasileira com despesas que aumentam a cada ano. Por essa razão, ambientalistas propõem que a sociedade encontre alternativas sustentáveis e que sejam viáveis economicamente para gerar energia.

É importante salientar que não importa o valor do investimento para começar a gerar energia solar, os ganhos econômicos que esse sistema proporciona, comparado ao convencional, representam uma redução na fatura de energia elétrica de até 95%.

Além disso, o ROI (retorno sobre investimento), mesmo variando de acordo com o consumo, costuma girar em torno de seis a nove anos. Se você considerar que o equipamento tem durabilidade de 40 anos, terá mais de 30 anos para produzir energia solar com todo o seu investimento já pago.

Outro grande benefício da energia solar está relacionado ao meio ambiente. Estamos falando de uma forma de geração de energia limpa, que evita a emissão de CO2 na atmosfera.

Investimento necessário para implementar um sistema de energia solar

O valor do investimento ainda é o maior obstáculo para quem deseja realizar a implantação de um projeto de energia fotovoltaica em sua casa, negócio ou indústria. É claro que a instalação desse tipo de sistema envolve um custo relativamente alto aqui no Brasil, mas a quantia varia bastante, a depender do nível de consumo de energia do imóvel, de como é o aterramento da localização, entre outros fatores.

O investimento necessário para implementação de um sistema de energia solar depende do tamanho e do grau de complexidade do local de instalação.

Os preços para instalar um sistema de energia fotovoltaica variam por causa de alguns fatores, como:

  • qualidade dos componentes usados no sistema, a depender do fornecedor;
  • o tamanho da casa ou da empresa;
  • a dificuldade enfrentada pelos técnicos para instalar o sistema.

Mas, afinal, vale a pena investir em energia solar? Ao pensar na relação custo-benefício da energia solar, é possível observar que esse tipo de investimento vai além de cuidados com o meio ambiente, pois colabora com o seu bolso.

Em tempos de crise energética, não compensa arriscar pagar mais caro nas contas de luz. Por isso, instalar um sistema fotovoltaico é a melhor alternativa para começar a economizar.

Agora que você já sabe o custo da energia solar no Brasil, que tal conhecer melhor nossa empresa? Entre em contato conosco. Estamos à disposição para atendê-lo!

Leave a Comment

nove + dois =